Scheila Eggert

 

Scheila Laís Eggert, radicada em Joinville/SC, nasceu em 1993 em Jaraguá do Sul/SC. Desde muito cedo, possui predisposição para a criação. Em 2011, cursou Design e Produção de Moda no IFSC - Instituto Federal de Santa Catarina, posteriormente, em 2014, realizou curso técnico em Fotografia na FURB - Universidade Federal de Blumenau. 

Em 2016, ingressa no curso de Licenciatura em Artes Visuais, na Universidade da Região de Joinville - UNIVILLE, na qual é apresentada à tecelagem, técnica milenar de práticas têxteis. Na universidade, durante a graduação, participou da exposição coletiva Bordados, tramas e urdiduras: algumas experiências de ensino e pesquisa sobre arte têxtil na América Latina e subsequentemente no ano de 2019, da coletiva Cor, Linha e Poesia, na Galeria Municipal de Arte Victor Kursancew, na qual, também foi aluna em 2019, no curso de Tapeçaria e Tecelagem. 

Scheila alicerça seu fazer artístico na história da arte e tem como inspiração artistas como Norberto Nicola, Lenore Tawney, Sheila Hicks, entre outros. Em seu trabalho de conclusão de curso investigou o tema Mulheres e a produção em Arte têxtil em Santa Catarina. Desde então, este continua sendo motivo de pesquisa para a artista, além de seu contínuo aprimoramento da técnica, tendo como instrumento principal o tear de pente liço e as telas talagarça em suas criações. 

Suas peças são muito mais do que a representação de uma técnica, elas possuem força estética que transita entre o abstracionismo geométrico e orgânico, no qual é possível observar nas tapeçarias Vânia e Marta ambas de 2020, obras com tons vibrantes, fortemente táteis e geométricas. Já nos trabalhos Osíris, e Núria, do mesmo ano, são perceptíveis as formas orgânicas e cores que se associam à natureza. Diversas de suas peças não são superfícies planas, os fios e cordas se entrelaçam, cruzam-se, criando volumes e profundidade, conquistando a tridimensionalidade.

Sua força criativa provém do cotidiano, a artista observa ao seu redor as cores e formas que transpõe para suas tramas. Seus temas são vivências e emoções, o que resulta em um trabalho repleto de expressividade. 

Andriele Silveira

Curadora de Arte